31 de ago de 2010

PRINCESAS EM EVA




PRINCESA CONFECCIONADA EM EVA COM TÉCNICA 3D - SIMPLES




CINDERELA


CINDERELA E BRANCA DE NEVE(ESSA BRANCA DE NEVE FOI ENCOMENDA DE UMA PESSOA QUE EU FIZ UMAS ADAPTAÇÕES)


AS OUTRAS PRINCESAS ESTÃO QUASE PRONTAS!!!
AGUARDEM!!!

 MINHA PRINCESA ARIEL, AINDA EM ANDAMENTO CONFORME MINHA PRINCESA BELA ADORMECIDA...
 ESSA BRANCA DE NEVE PRECISEI COPIAR DE OUTRA ARTESÃ QUE NÃO FEZ A ENCOMENDA DA MÃEZINHA PARA A FESTA ...  FIQUEI COM DÓ DESSA PESSOA POR ISSO COPIEI PARA QUE A MENINA NÃO FICASSE SEM SUAS BONECAS DE LEMBRANCINHAS...
 MINHA PRINCESA JASMINE, AMEI ESSA FOFA...
 MINHA PRINCESA BELA, DELICADINHA ...
 ESSA CINDERELA FOI OUTRA BONECA QUE UMA ARTESÃ DA CIDADE NÃO FEZ TAMBÉM PARA UMA MÃEZINHA DA CIDADE. FIZ UMA CÓPIA COM ADAPTAÇÕES PARA QUE ESSA PESSOA NÃO FICASSE SEM SUAS BONECAS POR CAUSA DE UMA ARTESÃ SEM COMPROMISSO...




Centro de mesa ou lembrancinha. no centro da flor colocar um bombom fica lindo, depois pode ser usado para colocar recadinhos!!!

27 de ago de 2010

TÉCNICA DE PINTURA EM PAPEL

ANDEI FAZENDO ALGUMAS PESQUISAS E MONTEI UM RESUMO DE TÉCNICAS DE PINTURA EM PAPEL QUE PODEM SER USADAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL E NO PRIMEIRO SEGUIMENTO. 
ENRIQUECER A CRIATIVIDADE DOS ALUNOS E DEIXAR QUE USEM SUA IMAGINAÇÃO PARA DESENVOLVEREM AS TÉCNICAS.



1 – DESENHO SOPRADO
Ø      Dissolver as tintas guache nos copinhos de café com um pouquinho de água, deixando-as bem grossas. Usar várias cores para enriquecer o trabalho.
Ø      Pingar gotas coloridas sobre o papel e soprar com o canudo, para que se misturem, dando um efeito especial.
Ø      Usar o guache branco, para dar luz ao trabalho, principalmente se o papel trabalhado for de cor escura.


2 DESENHO COM LÁPIS DE CERA

MATERIAL

Ø      Lápis preto
Ø      Lápis de cera ou bastões
Ø      Papel branco, preto, pardo ou em cores
Ø      Fixador

PROCEDIMENTO

Ø      Com lápis preto desenhar livremente no papel
Ø      Fazer o contorno e colorir todo o desenho com lápis de cera.
Ø      Fazer o sombreamento utilizando o lápis de cera deitado.
Ø      Finalizar o trabalho, aplicando o fixador para não manchar a pintura.
3 – DESENHO SOBRE LIXA

MATERIAL

Ø      Lixa fina
Ø      Lápis de cera, giz colorido ou lápis de cor, etc.
Ø      Fixador.

PROCEDIMENTO
Ø      Desenhar livremente sobre a lixa
Ø      Colorir o desenho usando cores variadas e tons fortes; usar a cor branca para dar efeitos de luz no desenho.
Ø      Soprar levemente para retirar o pó, e aplicar o fixador para segurar a pintura sobre a lixa.


 4 – PINTURA MANCHADA

MATERIAL

Ø      Papel 40 kg, cartolina ou canson
Ø      Guache em várias cores
Ø      Nanquim
Ø      Algodão
Ø      Palito de dentes

PROCEDIMENTO

Ø      Molhar o algodão na água e passa-lo sobre toda a folha, deixando-a bem umedecida.
Ø      Sobre ela pingar gotas de guache em várias cores e deixar que se transformem em manchas misturando-se umas às outras.
Ø      Com auxílio de um palito de dentes, molhar no nanquim e pingar algumas gotas entre as manchas coloridas.
Ø      Deixar secar, para obter um belo trabalho.


 5 – MARMORIZAÇÃO

MATERIAL

Ø      Tinta a óleo para tela, nas cores, amarela, branca, verde e marrom.
Ø      Terebintina
Ø      Papel vergê, sulfite ou cartolina
Ø      Recipientes descartáveis
Ø      1 vasilha de alumínio tamanho grande
Ø      1 palito de churrasco
Ø      Purpurina em pó dourada

PROCEDIMENTO

Ø      Dissolver as tintas na terebintina (uma cor em cada recipiente).
Ø      Colocar água na vasilha de alumínio acima do meio e misturar as tintas diluídas.
Ø      Mexer cuidadosamente com o palito de churrasco até obter formas sinuosas.
Ø      Recortar o papel na medida desejada e coloca-lo na vasilha com as tintas, molhando toda a superfície rapidamente; colocar para secar com a pintura para cima.
Ø      Para finalizar, colocar uma camada fina de purpurina.

 6 – PINTURAS ABSTRATAS

MATERIAL

Ø      Tinta plástica nas cores desejadas
Ø      Purpurina em pó, dourada ou prateada
Ø      Pincel de ponta chata
Ø      Verniz fixador
Ø      Cartolina
Ø      Canudinho de refrigerante

PROCEDIMENTO

Ø      Sobre a superfície do papel, aplicar uma camada de verniz e aguardar a secagem por cinco minutos.
Ø      Passar sobre a folha algumas pinceladas de água.
Ø      Pingar as tintas aos poucos alternando as cores.
Ø      Soprar as tintas com o canudinho até espalha-las bem, umas sobre as outras.
Ø      Deixe secar.
Ø      Dar novamente pinceladas com água e aplicar uma camada fina de purpurina.
Ø      Aplicar novamente o verniz e deixar secar de um dia para o outro.

7DESENHOS TEXTURADOS

MATERIAL

Ø      Papel branco ou em cores.
Ø      Lápis de cor, giz de cera ou canetinha hidrocor.
                                             

PROCEDIMENTO

Ø      A textura também se dá ao emprego de traços, marcas diversas sobre o papel ou desenho.
Ø      Pode-se enriquecer o desenho empregando linhas paralelas, linhas curvas, pontos ou outras marcas.
Ø      Pressionar o lápis de cor, cera ou canetinha sobre o desenho, para obter marcas, mantendo uma distância entre elas.


8 – PONTILHISMO

MATERIAL

Ø      Papel
Ø      Lápis grafite, lápis de cor ou canetinhas hidrocor.

PROCEDIMENTO

Ø      Sobre a superfície do papel elaborar desenho pressionando livremente o lápis, de modo a preencher os espaços livres; dar em seguida um colorido, fazendo pequenas marcas ou pontos.
Ø      Os efeitos de cor e tons serão obtidos da fusão desses pontos.
Ø      Essa técnica requer paciência e observação.



9MONOTIPIA COM GUACHE

MATERIAL

Ø      Tinta guache em várias cores
Ø      Papel branco ou de cor
Ø      Placa de vidro ou fórmica maior que o papel
Ø      Pincel

 

PROCEDIMENTO

Ø      Pintar livremente sobre a placa de vidro ou fórmica.
Ø      Colocar a folha de papel sobre a pintura molhada e pressiona-la levemente para obter a impressão da pintura no papel.
Ø      Retirar o papel cuidadosamente e deixar secar.




 10 – DESENHO COM GIZ COLORIDO

MATERIAL

Ø      Giz colorido
Ø      Papel ofício branco ou em cores
Ø      Leite

PROCEDIMENTO

Ø      Colocar um pouco de leite em um recipiente pequeno
Ø      Molhar o giz no leite e desenhar livremente sobre o papel.
Ø      O leite faz com que o giz prenda-se no papel, servindo de fixador.

11 – DESENHO COM CARVÃO

MATERIAL

Ø      Carvão fino para desenho
Ø      Papel branco
Ø      Algodão
Ø      Borracha macia

PROCEDIMENTO

Ø      Desenhar livremente com o carvão sobre o papel.
Ø      Passar o algodão suavemente, fazendo sombreamento para conseguir tons de cinza em algumas partes do desenho.
Ø      Passar a borracha para dar luminosidade, realçando algumas partes do desenho.
12 – DESENHO ESFUMAÇADO

MATERIAL

Ø      Lápis de cor
Ø      Estilete
Ø      Papel branco, ofício ou cartolina
Ø      Algodão ou cotonete

PROCEDIMENTO

Ø      Com auxílio de um estilete raspar as pontas de vários lápis de cor ou cera, deixando o pó bem fininho.
Ø      Com o cotonete fazer o desenho com as raspas dos lápis  sobre o papel, variando bem as cores.
Ø      Esfregar suavemente as raspas dos lápis com algodão nas laterais, dando sombreamento ao desenho.
Ø      Pode-se obter, com esta técnica, desde um colorido leve até um tom mais forte.
13 – DESENHO SOBRE PAPEL CAMURÇA

MATERIAL

Ø      Papel camurça na cor desejada
Ø      Lápis de cor, lápis de cera ou canetinha hidrocor
Ø      Fixador

PROCEDIMENTO
Ø      Desenhar livremente.
Ø      Com lápis de cor ou outro material, cobrir todo o desenho usando, cores variadas.
Ø      Fazer o contorno do desenho usando cores mais fortes para destacar o sombreamento.
Ø      No papel de cor clara fazer o uso de cores mais fortes, e no papel escuro usar cores claras.
Ø      Levar o aluno a descobrir os efeitos do lápis branco, principalmente sobre os papéis mais escuros.
Ø      Depois do trabalho pronto, aplicar o fixador para segurar a pintura sobre o papel camurça.



 14 DESENHO COM GIZÃO DE CERA DERRETIDO

MATERIAL                                               

Ø      Lápis de cera, gizão de cera de várias cores
Ø      Vela
Ø      Papel 40kg branco ou em cores

PROCEDIMENTO

Ø      Sobre uma vela acesa, encostar ligeiramente o gizão de cera, Derretida a cera, passa-la sobre o papel, criando seu próprio desenho, deixando-o, em relevo.
Ø      Pode-se também aquecer o gizão na vela e deixar cair pingos coloridos aleatoriamente sobre o papel, conseguindo-se um efeito muito bonito.
Ø      Esta técnica deve ser realizada com crianças maiores, para evitar acidentes.




BEIJINHOS E APROVEITEM BEM ESSAS TÉCNICAS!!!

MASSINHA DE MODELAR CASEIRA

Pesquisando em livros e pela internet encontrei várias receitas de massinha caseira de modelar. Fiz algumas das receitas e cheguei a conclusão de que cada pessoa tem que fazer sua massa e decidir de acordo com a temperatura do dia se vai colocar mais ou menos farinha de trigo e água. Aconselho a não colocar muito sal, a massa fica "chorosa", quer dizer com o tempo ela fica saindo água. A água também deve ser conforme for amassando a massa, não coloque tudo de uma só vez. O corante se for usado por menores de 3 anos aconselho corante alimentício. Maiores pode ser usado qualquer tipo de corante, tinta tecido, tinta PVA, guache... Mas lembre-se: o corante é liquido, então substitua a quantidade de água pelo corante para a massa dar o ponto certo.

Lá vai minha receitinha:

2 chícaras de farinha de trigo
1 chícara e meia de água
1 colher de sopa de óleo
meia colher de sopa de sal
5 gotas de corante

Coloque em uma vasilha o trigo, o óleo, o sal e a água aos poucos. Amasse bem
até formar uma bola. Coloque as 5 gotas de corante e amasse como se estivesse amassando pão e a cor da massa fique uniforme. Pronto! Agora guarde em um pote fechado por uma semana e pode usar a imaginação com as crianças.
OBS.: Se a massa ficar mole pode colocar mais trigo. Depois de manuseá-la com tempo quente ela costuma ficar mole também.

AGORA ALGUMAS FOTOS DO MEU FILHOTINHO FAZENDO ESSA MASSINHA: